7 erros para evitar na declaração do Imposto de Renda

Falha no carreagmento da imagem :(

Os primeiros quatro meses do ano costumam ser marcados pela preocupação com a declaração do Imposto de Renda. Esse ano, excepcionalmente, o prazo para declarar o IR 2020 foi prolongado de 30 de abril para 30 de junho, devido à crise do Coronavírus.

O governo disse que vai manter o cronograma original de pagamento de restituições e a multa que seria aplicada para quem não entregasse em 30 de abril só será cobrada se o contribuinte estourar o novo prazo.

Vale ressaltar que a declaração do IR é sempre alvo de dúvidas e muitos não sabem ao certo como fazer. Como consequência, diversos brasileiros acabam cometendo uma série de erros na hora da prestação de contas.

Hoje, listaremos os 7 principais erros que você deve evitar ao declarar o Imposto de Renda. Confira:

1.    Digitação não revisada

Um dos erros mais comuns são os erros de digitação. É muito importante se atentar a esse ponto, pois uma vírgula errada pode fazer toda diferença, principalmente quando se trata de números. Por isso, digite com calma e confira se os nomes e valores declarados estão corretos.

2.    Rendimentos omitidos

Algumas pessoas simplesmente se esquecem de declarar todos os rendimentos tributáveis recebidos. Portanto, certifique-se de que todos foram declarados. Salário, aposentadoria, aluguéis, proventos, resgate de PGBL, recebimento tributável recebido pelo cônjuge (quando a declaração for conjunta), 13° salário, entre outros tipos de renda.

3.    Renda de aluguel não declarada

Esse também é um erro que acontece com frequência entre os proprietários de imóveis alugados. Desse modo, é válido destacar que o aluguel também é umrendimento tributável e deve ser declaro sempre que recebido, pois se o inquilino declarar que paga aluguel através da ficha “Pagamentos Efetuados”, o proprietário pode enfrentar problemas.

4.    Declaração de dependentes errada

Se os seus dependentes recebem algum tipo de renda, não cometa o erro de não a informar. Seja um idoso aposentado ou até mesmo um filho estagiário, é necessário citar todos esses rendimentos.

5.    Renda da aposentadoria não informada

O INSS informa a Receita a situação detalhada de seus beneficiários. Sendo assim, não se esqueça de declarar sua renda proveniente da Previdência Social.

6.    Ganhos ou perda de capital não declarados

Muitos contribuintes ignoram esses dados na hora de preencher a declaração do Imposto de Renda. Mas, todos os bens e direitos que são vendidos, independente de gerar lucro ou prejuízo, também devem ser declarados. Por exemplo: compra e venda de imóveis ou carros.

7.    Não declarar movimentações na Bolsa de Valores

Conforme o que diz as regras da Receita Federal, todo brasileiro que comprar ou vender ações e outros ativos na Bolsa de Valores, tem o dever de declarar a negociações correspondentes no Imposto de Renda.

Cometi um erro na declaração do Imposto de Renda. O que fazer?

Não se apavore, ao perceber que cometeu um erro ao declarar o IR, faça uma declaração retificadora. Ela pode ser feita em até 5 anos, mas quanto mais cedo você corrigir, melhor.

Viu só quantos erros são cometidos nesse procedimento? E olha que listamos apenas os principais. Em caso de dúvidas na hora de declarar, fique atento a essas e outras informações disponíveis na internet, e não deixe de pesquisar sobre o assunto. Evitar cometer esses erros te deixa em dia com a Receia Federal, além de não exigir que você tenha todo um trabalho para corrigi-los.

Aproveite e leia também: Como guardar dinheiro na quarentena?